Oração do Casal Orações Diárias

Hebreus 6:19 – A esperança bíblica

A esperança bíblica é uma firme convicção de que as futuras promessas de Deus serão cumpridas.

Esperança – Namorados em Deus

A verdade de hoje 

A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu. Hebreus 6:19

PUBLICIDADE

Amigo para amigo

Há muitas coisas neste mundo para as quais “esperamos”. Esperamos receber um aumento em nosso salário. Esperamos que nosso time favorito vença o campeonato ou que nossa atriz a novela favorita se de bem. Esse tipo de esperança expressa nossos desejos pessoais para o futuro. Temos esperança em relação a coisas que são incertas. Nós não sabemos se nossos desejos vão acontecer, mas esperamos que eles o façam.

PUBLICIDADE

Quando a Bíblia fala de esperança, no entanto, tem algo diferente em vista. A esperança bíblica é uma firme convicção de que as futuras promessas de Deus serão cumpridas. Esperança não é mera projeção de desejo, mas uma garantia do que acontecerá. “A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu.” (Hebreus 6:19). 🙏 CONTINUA APÓS A IMAGEM…

PUBLICIDADE

A esperança toma o seu lugar ao lado da fé e do amor como uma das virtudes cristãs que o apóstolo Paulo expõe em 1 Coríntios 13:13. A esperança é a fé voltada para o futuro.

A esperança é usada de duas maneiras na Bíblia. O uso menos comum aponta o objeto de nossa esperança. Cristo é nossa esperança de vida eterna. O uso mais comum é como uma atitude de segurança quanto ao cumprimento das promessas de Deus. O cristão é chamado a esperar, isto é, ter plena certeza da ressurreição do povo de Deus e da vinda do reino de Deus. A esperança está inexplicavelmente ligada à escatologia.

Paulo lembra aos cristãos que até que o reino chegue em sua plenitude, os crentes só podem ter uma esperança assegurada; eles devem “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos.” (2 Coríntios 5: 7). Essa esperança não é infundada nem infundada. Embora a vida do cristão seja marcada mais pelo sofrimento do que pelo triunfo (1 Coríntios 4: 8-13; 2 Coríntios 4: 7-18), o fundamento para a esperança está na divindade.

Primeiro, o crente olha para a morte e ressurreição de Cristo. Sua morte foi a hora mais sombria para seus discípulos. O prometido Messias estava morto, seu reino aparentemente perdido. Com a ressurreição, esse desespero se transformou em esperança. Juntamente com o sofrimento, seja grande ou pequeno, a esperança do cristão deve perdurar. Deus é sempre suficiente e fiel.

PUBLICIDADE

Segundo, o crente tem o Espírito Santo como pagamento do reino. Sua presença nos assegura que o reino será plenamente consumado. O Espírito não é apenas um sinal para a esperança, mas o sustentador da esperança. Ele cumpre o papel de Consolador, preparando o crente em força e esperança. É o Espírito que encoraja o crente a orar ao Pai: “Venha o teu reino”.

Vamos orar

Senhor, deixe-me sempre lembrar que a esperança é uma questão de segurança e não de desejo. Em nome de Jesus. 🙏

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém ENTRAR NO GRUPO